A Díficil arte dos cardápios do Dia a Dia

07 junho 2020 | 13:02 Nenhum comentário



Acredito que a maioria ai tenha a mesma dificuldade! Como é difícil pensar em receitas diferentes todos os dias.
Sou uma pessoa 'bem chatinha' que não gosta de comer a EXATA mesma comida em várias refeições. Repito o almoço no jantar, mas acaba comigo ter que almoçar mais um dia.

Resolvi fazer esse post para compartilhar como tenho feito para variar o cardápio e também para trocarmos figurinhas.

  • A primeira dica é a mais básica: ORGANIZAÇÃO
De nada adianta ter uma geladeira/despensa cheia se não tiver o mínimo de organização para ver o que já está mais velhinho... o que ta perto da validade. Principalmente com legumes e outros alimentos mais perecíveis.

Aqui começo a decidir pela proteína - lembrando que eu só como peixe e ovo e os meninos frango, porco, peixe e ovo -.
Normalmente tento dividir a semana mais ou menos assim:
3 dias peixe
2 dias frango
1 dia ovo
1 dia porco (filé mignon suíno ou lombo)

Claaaaaro que as vezes rola de não ter algo e o ovo é sempre o principal substituto!

Também tento revezar arroz e macarrão (que uso normal, integral e sem glúten). Dificilmente tem arroz mais de dois dias seguidos. Fora que macarrão sempre dá uma salvada na hora da pressa.

Feijões e outras leguminosas também rola um revezamento! Quando comecei a fazer a Introdução Alimentar do Tito com a Andréa ela me disse para usar outros tipos de feijão além do preto e o hábito foi formado. Quando faço compras compro: feijão branco, feijão preto, feijão carioca, feijão mulatinho, lentilha, ervilha e grão de bico. 
Deixo todos SEMPRE de molho na noite anterior e normalmente cozinho o dobro para sempre ter algum tipo congelado.
Outra dica é sempre colocar um legume que já não tá tão bonito para comer puro para cozinhar com o feijão: cenoura, chuchu, abóbora...

Aqui normalmente tem a proteina + arroz/macarrão + feijão/leguminosa + 2 legumes no mínimo. Os legumes são escolhidos em cima das preferências dos meninos (eles não amam os mesmo! É claro, né? Facilitar pra que?) e aquilo que já falei... o que tá mais velhinho!

Infelizmente nessa quarentena nosso consumo de verduras diminuiu muito! Não estou indo ao sacolão com a mesma frequência e se compro mais quantidade, acaba estragando :( Na teoria gosto de ter pelo menos uma verdura por dia, mas não tá rolando a semana toda.


  • Segunda dica: 'REPERTÓRIO'

Você nunca vai saber receitas diferentes (e que dão certo...rs) se não for atrás, ler livros, ver vídeos no YT e no Instagram. Principalmente durante a quarentena tem MUITA gente legal compartilhando receitas. Vale ir salvando em pastinhas separadas (peixes, acompanhamentos, saladas e por ai vai...

O Que Tem na Geladeira? 30 Legumes e Verduras em Mais de 200 ...
O QUE TEM NA GELADEIRA, Rita Lobo
Esse livro é o meu grande companheiro! Já falei dele várias vezes no Instagram. Foi uma super dica de uma seguidora!
Ele categoriza as receitas a partir dos legumes. Tem várias opções do mesmo legume. Nada muito trabalhoso e bem prático. Já fiz várias e é sempre certeiro!

A Rita Lobo tem muuuuitos livros bons, mas esse é atualmente meu preferido. 


V&R Editoras | O que tem pra hoje, mamãe?
O QUE TEM PRA HOJE, MAMÃE?, Jenny Carenco
Comprei esse livro quando Tito era bebê! É muito bom e tem várias dicas legais. Como a base não é a comida brasileira e sim a francesa, tem coisas diferentes. Mas da pra se inspirar bem! Principalmente para quem tem criança em casa.

No Instagram to gostando muito de seguir e pegar dicas com o Pedro Artagão  e a Renata Vanzetto já repliquei receita dos dois e deram super certo!


Rolando o exercício de variar a proteína, o carboidrato principal e os feijões o cardápio já está automaticamente variado!
Tento compartilhar com vocês dias práticas do meu dia a dia nos stories  e tem dois destaques com receitinhas (Cozinha2 e Cozinha).