SPFW: Dia Três

31 janeiro 2011 | 19:26 Nenhum comentário


O terceiro dia começou com o inverno da Iódice, que veio como é de costume, com vestidos drapeados de jérsei, curtos e longos, jaquetas e calças de couro, vestidos bordados, cocktails ou longos. A cores se resumiram ao preto, branco, off white e uma cor forte, o laranja e uma estampa.
É com tristeza e com muita sinceridade, que digo que não teve meu look preferido... Achei tudo muito pobrinho, muito batido... Olhando nas fotos não achei o bom o acabamento e nem a qualidade dos tecidos. Então, resolvi mostrar o look que abriu o desfile.

A make estava bonita, mas nada de diferente, nem ousado! O olho estava incrível, preto esfumado, com um traço fininho de delineador, lápis cor da pele na linha d’água e iluminador. Para completar, blush marrom e boca apagadinha em um tom rosado. No cabelo, um coque baixo, simples assim!




Juliana Jabour já tinha avisado que na volta a SP, a sua silhueta iria mudar, e mudou! Aqueles volumes, babados e recortes, típicos de Juliana, deram a vez para calças e paletós secos, malhas de lã fininha e saias longas. Vimos tons mais escuros e pesados, como preto, cinza, cáqui, vinho e dourado.
Mesmo não tendo muiiiiitas peças curtas, foi uma coleção sensual, sem ser escrachada...
Amei o desfile, até agora, em minha opinião, o melhor! A mistura das estampas ficou ousada e divertida. A jaquetinha meio perfecto foi um charme com a saia e a camisa xadrex.

Muita inovação na make também! Batom roxo super escuro, e um toque super ousado, blush laranja nas têmporas e embaixo da sobrancelha, nas bochechas blush rosado. No cabelo coque alto meio desfeito.




A Cori trouxe como referência as formas arquitetônicas de Frank Lloyd Wright. Giselle Nasser e Andrea Ribeiro traduziram os ângulos e blocos longilíneos de Wright, em uma coleção com muita precisão e cheia de linhas retas.
Um ponto alto do desfile foi a alfaiataria, que mesmo sendo clássica ficou bem longe de ser caretinha. Cheio de recortes e sobreposições.
Look perfeito! Com “a” minha peça do momento, saia longa! Adoro o efeito da mesma estampa em diferentes superfícies, e como ela muda. A blusinha transparente também é um must, só botar uma combinação e sair por ai fazendo a bonita!

Mesmo sendo de inverno a make foi fresquinha, quero usar hoje! Pele perfeitinha, gloss transparente Crème Brillance como iluminador nas têmporas e pálpebras e na boca uma mistura de pigmentos opacos da M.A.C. Os cabelos foram presos em um coque com textura sujinha, lindo e simples.




A Osklen veio com tricôs volumosos, em cores fortes, com vários decotes, como gola alta, V, redondo... O desfile teve uma pegadinha clássica, meio preppy. Vimos, como é de costume, peças mais esportivas, moletons, couro, chamois e outros materiais. A cartela de cores também foi bonita, simples e chique.
Esse look foi escolhido pela forma inusitada de misturar os materiais e as cores. A blusa-colete em couro cru ficou deusa com a saia, que lembra um feltro cinza. Ah! O detalhe da saia, que parece que tem um casaco amarrado na cintura é um charme!
A make, assinada por Fatima Thomas e Fabiana Gomes, da M.A.C, foi super minimalista. Praticamente nada! E o cabelo ficou escondidinho por esse chapelão de pêlo.




Vamos deixar todo o burburinho sobre Ashton Kutcher de lado e falar das roupas da Colcci, que por sinal me chocaram! Pro lado bom, confesso que nunca achei o desfile a minha cara, mas essa coleção veio divina! O styling foi perfeito! Passou por lá muito jeans em lavagens manchadas, bordado com pérolas e estampados, tricôs e muito couro! Diga-se de passagem, que quero hoje a calça e o short de couro caramelo com tachinhas!
Foi difícil escolher um look, gostei de muitos! Mas esse foi escolhido porque normalmente não gosto de looks total denim, mas esse ficou coeso e LINDO! O modelo “novo” para a camisa jeans ta com cara de que vai pegar!
Beleza super simples, delineador, iluminador e o cabelo podrinhos. Fiquei devendo as fotos, não achei! Assim que conseguir eu atualizo!