SPFW: Dia Dois

31 janeiro 2011 | 18:33 Nenhum comentário


Segundo dia! Oba! Começamos com o fabuloso salve salve Reinaldo Lourenço! Que fez uma homenagem à alta-costura, com muita maestria, vimos formas “sóbrias”, com pitadas de sensualidade e muita sofisticação! O comprimento longuete reinou!
A estampa de boquinha é uma fofura, um capítulo a parte, mas escolhi esse look pela beleza do trabalho, a peça de tule e com várias tirinhas de couro, pesando super a transparência.

Diferente da maioria dos desfiles as maquiadora Fabiana Gomes e Fatima Thomas, criaram, a partir do pedido de Reinaldo quatro makes diferentes! Todos transbordando tendências para o nosso inverno! Tudo simples, crtl+c/crtl+v já! Pele super bem feita, olhos coloridos e boca vibrante.
O primeiro completamente nude, que serviu de base para todos os outros. O segundo com olho esfumado em tons de berinjela. E duas opções de batons, vinho e vermelho. Um com brilho finalizado com gloss, e outro mais fosco.
Cabelo extra simples, um coque na altura das orelhas.





Segundo desfile do segundo dia! A estreante Ghetz, uma marca de tricô do interior, que contratou Lucas Nascimento, que vem bombando no Fashion Rio há três temporadas.
Vimos silhuetas arredondadas e quadradas, casaquetos curtinhos com calças sequinhas, casacos e vestidos casulos, plissados, gola rulê em malhas super justas.
Eu não me encantei com o desfile, bonito, mas nada além. Foi difícil escolher um look, esse sobressaiu pelas cores e padronagens. Ah! Também adoro o casaco no mesmo comprimento do vestido. A meia com sandália ainda não fez minha cabeça, mas achei coeso na produção.

A make contou com meu querido batom Russian Red, o clássico vermelho e opaco da M.A.C. Pele corrigida e nada mais! O cabelo estava... Divertido, raiz frisada e rabo de cavalo preso com gominhos e nós, só não gosto da aparência de molhado.





A Ellus chegou mostrando que o 3D está na moda brasileira. A marca resolveu inovar e dispensou as modelos e fotógrafos! Levou os convidados para conhecer seu inverno em uma sala de cinema!
Na telona, Aline Weber arrasando no videodesfile e Rafael Lazzini, mostrando o masculino da coleção.

Vimos uma pegada super futurista em tons de preto, branco e prata! Com cara de urbano. Apareceram vestidos, calças, plissados, correntes e couros. Destaque para o jeanswear, blue ou claríssimo, ah! Adorei a aplicação de tinta metálica, que brilha na luz negra! Escolhi esse look para ilustrar a coleção porque amei a mistura de texturas! A calça de paete, a camisa xadrez, o colete lembrando couro e o bolerinho de pele, tornam um look simples em super descolado.

Nesse clima futurista a sombra prateada é a protagonista, o pigmento usado foi o Platium, da M.A.C, misturado a uma loção fluida, e pincelado irregularmente nas pálpebras. Para finalizar os olhos, máscara preta só na raiz dos cílios. Na face blush pêssego e batom nude. Cabelo rocker, solto e levemente ondulado.





A Neon voltou com a sua clássica apresentação de quadros vivos! Em um chão branco com degraus negros as modelos faziam poses e montavam o carão para o público. Depois desciam uma a uma e interpretavam a roupa. Que estavam cheias de referências surrealistas!
Tinha muitos looks lindos! Gostei de muuiiitttos! Mas escolhi esse simplesinho, por ser o mais usual, sem perder a essência “neonzistica”, modelagem perfeita e tecido divino! Os acessórios e a make complementaram com louvor a produção!

O maquiador, Lau Neves, contou que a make partiu de uma foto da modelo Linda Evangelista caracterizada em Sophia Loren para um ensaio da revista Vogue americana da década de 90.
Delineador bem marcado, batons vermelhos alaranjado, pretos e vinhos, iluminador nas têmporas e tufos de cílios postiços no canto externo dos olhos.
E no cabelo um coque banana, super sofisticado à la Audrey Hepburn, Brigitte Bardot e Linda Evangelista nos anos 90.





Amapô desfilou ao som de bandas emocore como Evanescence e Linking Park! Foi uma coleção bem jovem, muita sobreposição de calças, saias, blusas, havia tranças feitas de tecido ou de cabelo enroladas, laços nos braços e na cabeça. A coleção estava cheia de tricôs, tules e veludos!
Essa foto resume bem o desfile! Peças, peças e mais peças! Muita sobreposição, muitas coisas, muitas informações! Uma coisa em cima da outra, e pra terminar uma mega trança!

A beleza foi suuuper colorida e com muita informação, assim como as roupas! Dois looks: o primeiro com o olho verdão, nas pálpebras e na parte de baixo, e pra finalizar batom roxo! Apostaria que é o Go For It, da M.A.C. No outro look, olho em dois tons de vermelho e batom cor de boca. Cabelo liso leve e solto!




O inverno de Herchcovitch veio em um clima de monastério, super sóbrio... Os looks em tons escuros dominaram a passarela, fazendo referencia aos monges, capuzes, capas e batinas e as rendas das beatas.
De vez em quando aparecia um verde limão, e alguns tricôs com pérolas. Os acessórios como as meias de borracha e os sapatos pesados, só ajudaram a dar um clima pesado e tenso.
Esse look quebra bem o ar total black do desfile, a manga em renda verde limão da um ar divertido e sofisticado ao look.
Make com pele perfeita e olho esfumado com sombras marrom e cinza, blush opaco e rosado, e na boca hidratante nude. Simples e lindo! O cabelo foi dividido e preso de lado com grampos aparentes, bem Diane Kruger.